Modalidades Clássicas

"Um conhecimento aplicável a todas as pessoas, em qualquer atividade. As possibilidades práticas que podem ser derivadas do meu trabalho são tão vastas que não cabem em um livro."                               

- Moshe Feldenkrais

As modalidades clássicas, Consciência Pelo Movimento e Integração Funcional, são as duas possibilidades de aplicação prática criadas pelo próprio Moshe Feldenkrais.

Consciência Através do Movimento

"As lições de Consciência pelo Movimento conduzem ao conhecimento de si mesmo e à descoberta de recursos pessoais previamente desconhecidos"

- Dr. Moshe Feldenkrais

1/2

Estas são lições de movimento conduzidas verbalmente. Normalmente as lições são feitas em grupo, mas os movimentos são explorados pelo indivíduo à sua própria maneira. Estas explorações permitem a experimentação de praticamente todos os movimentos humanamente possíveis. Os padrões de movimento são realizados nas mais diferentes posições: deitado, em pé, sentado, andando, ajoelhado, rolando, caindo, etc. Muitas lições trazem padrões de funcionamento neurológico e sequências de movimentos observadas em bebês e crianças. Outras lições contêm movimentos de esportes, dança e artes marciais. Mas o movimento não é um fim em si mesmo:

"Chegando ao ponto, eu estava lidando com um processo de auto-direcionamento e cada movimento em particular era importante apenas na medida em que trazia luz a este processo."

– Dr. Moshe Feldenkrais

A ideia central é ganhar conhecimento, descobrir recursos pessoais e aprender como conduzir-se intencionalmente de acordo com seus potenciais pessoais. Para promover todo este aprendizado, o foco de atenção deve ser retirado do movimento em si mesmo e re-direcionado à maneira em que ele é feito. Neste ambiente de aprendizado, o importante não é o que fazemos, mas sim como fazemos cada ação. Nas lições de Consciência pelo Movimento os movimentos são feitos dentro da amplitude do conforto, sem esforço e de acordo com os ritmos pessoais. O resultado emerge naturalmente, não como um alvo que tenha sido perseguido, mas como a expressão espontânea dos potenciais do indivíduo.

"A idéia não é evitar erros, pelo contrário. Os erros são utilizados como alternativas para aquilo que é sentido como correto e estes papéis podem inverter-se rapidamente".

– Dr. Moshe Feldenkrais

Integração Funcional

"A Integração Funcional volta-se aos elementos mais antigos do nosso sistema sensorial, o toque, as sensações de pressão e o puxar: o calor das mãos e o contato amigável. (...) A pessoa sente seus padrões mais primitivos e esquecidos. Ela se recorda do bem-estar de uma criança em crescimento"

- Dr. Moshe Feldenkrais

1/2

Esta é a modalidade não-verbal do Método Feldenkrais baseada no toque e na manipulação. Caracteriza-se pelo toque sutil, não invasivo e convidativo à experimentação de movimentos inéditos. As explorações são feitas de forma dinâmica como em uma dança entre o profissional e o cliente. A Integração Funcional segue os mesmos princípios que fundamentam as lições de Consciência pelo Movimento e oferece possibilidades de crescimento igualmente amplas e profundas. Quando utilizamos a linguagem do toque, estabelecemos uma comunicação direta com a pessoa. Neste nível de interação a qualidade do toque é um importante instrumento de aprendizagem.

"Através do toque, duas pessoas, quem toca e quem está sendo tocado, tornam-se um novo conjunto: dois corpos são uma nova entidade quando unidos por dois braços e mãos. Estas mãos sentem ao mesmo tempo em que direcionam."

– Dr. Moshe Feldenkrais

Aprender um novo padrão de movimento (como andar, sentar, ficar em pé, alcançar, respirar, etc) é um processo de criação de novos significados. Uma função envolve o movimento e seus significados dentro de um contexto. De acordo com Moshe Feldenkrais, para integrar os potenciais e os movimentos de uma pessoa, é necessário compreender os elementos que dão significado para uma ação: onde ela é realizada, quando, em que situação, com que intenção. O contexto é fundamental e, numa sessão de Integração Funcional, a pessoa realizando as manipulações cria através do toque um novo contexto e torna-se ela mesma o ambiente para a pessoa que está sendo tocada.

"(...) Eu me faço, portanto, um substituto do seu ambiente primário, tanto o ambiente gravitacional quanto o ambiente humano."

– Dr. Moshe Feldenkrais

O processo de formação de novos padrões é facilitado por um ambiente gravitacional mais neutro e uma atitude humana de aceitação. As manipulações são realizadas como sugestões de novos movimentos-significados, e cada sugestão é feita de acordo com as capacidades, tendências e intenções da pessoa sendo tocada.

  • Facebook - Black Circle
  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon